quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

but i'm so tired of eating all of my words

volta, 
eu dizia no relento da noite fria. 
apenas volte!
mas você foi embora e me deixou aqui,
sem nenhuma dúvida.  
então segui, 
tão à frente que me esqueci:
do bem que tu fazia
nas madrugadas de um longo dia. 
você foi embora e nem se despediu,
como no dia que me despiu 
e se confundiu entre o amor e o sexo, 
romantismo e desejo,
dentro de mim ou fora de mim.
assim você fez.
entre quatros paredes,
enlouqueci... 
sem gritos de prazer, 
mas apenas gritos de tortura 
ao lembrar de você. 
gemi, de tão forte era a dor,
que me causou ao ir, 
simplesmente ir...
me fodi sem a sua ajuda, 
e hoje sangro, na confusão do meu ser. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário