quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

bagunça .2

você me bagunça da forma mais ridícula que existe, mas dane-se, eu realmente não me importo. faça de mim o que quiser: me bagunça por inteira. esse é o seu plano e eu não realmente não me importo. apenas me foda com as suas meias palavras de amor barato, com a barba por fazer, com aquela garrafa de vinho vagabundo comprada num bar qualquer e um maço de cigarro amassado. foda-me com poesia quente em noites frias. foda-me sem gentileza, sem carinho, sem amor. apenas me foda e me deixe por aí, pois eu sei, que eu realmente não me importaria: se eu tivesse você, mesmo por uma noite.

https://www.youtube.com/watch?v=O1OTWCd40bc

Nenhum comentário:

Postar um comentário